Entre em Contato                    


Empresa
      Serviços
      Parcerias
Estruturas Espaciais
      Vantagens
      Aplicações
      Geometria
      Materiais
Obras Executadas
      Atestados
Imprensa
Links

HOME 

Ampliação dos prédios Wagstaff e Carsters e nova Lingoteira - CBA, COMPANHIA BRASILEIRA DE ALUMINIO  

Cliente final: CBA - COMPANHIA BRASILEIRA DE ALUMÍNIO

Contratante: ASA ALUMÍNIO S/A

 

Local: Alumínio - SP

Área coberta: 7.586 m2

Arquitetura: Dpex – Departamento Expansão Fábrica

Características

Estrutura Espacial composta por perfis tubulares de seção redonda, terças de cobertura em perfis abertos, suportes montantes e acessórios, tudo em alumínio extrudado na liga 6351 - T6, com acabamento anodizado natural.

 

Apoios e juntas soldadas (nós) utilizaram aço ASTM A-36, com proteção contra a corrosão através de processo de zincagem por imersão a quente e pintura eletrostática. Fixações através de parafusos e vergalhões em aço inox AISI 304. Fechamento lateral em telhas de alumínio trapezoidais com espessura 1,0 mm e telhas translúcidas para iluminação.

 

Equipamento de içamento utilizado: Guindastes.

Peso da estrutura (partes e peças em alumínio):   46 toneladas

Peso da estrutura (apoios e juntas soldadas aço):  25 toneladas

O cliente final

Desde a inauguração de sua Fábrica, em Alumínio, SP, em 1955, a Companhia Brasileira de Alumínio trilha uma trajetória de sucesso, marcada pelo pioneirismo, inovações tecnológicas e responsabilidade sócio-ambiental. Apresentando, ao longo de mais de 50 anos, um crescimento médio anual de 10%, é a segunda maior produtora brasileira do metal, com 475 mil toneladas/ano de alumínio primário.

 

Posicionada entre as maiores empresas mundiais do setor, é a maior planta do mundo a operar de forma totalmente verticalizada, realizando, num mesmo local, desde o processamento da bauxita até a fabricação de produtos (lingotes, tarugos, vergalhões, placas, bobinas, chapas, folhas, perfis, telhas e cabos). Seus produtos são sinônimos de qualidade nos mercados nacional e internacional. Todos possuem, desde 1997, o certificado internacional de qualidade ISO 9001.

 

Além de ter uma forte atuação no mercado interno nos segmentos de construção civil, fios e cabos para transmissão de energia elétrica, embalagens, bens de consumo e transportes, a CBA destina cerca de 40% de sua produção para o mercado externo, principalmente para a América do Norte.

 

Dentre os diferenciais da CBA está a autogeração de energia elétrica, um dos principais e mais caros insumos empregados na fabricação de alumínio. Enquanto ela produz, no mínimo, 60% da energia elétrica que consome, por meio de suas 18 usinas hidrelétricas, a média mundial do setor é de 28%. Outro destaque é a auto-suficiência em bauxita, minério a partir do qual o alumínio é produzido, extraída de suas Unidades de Mineração em Itamarati de Minas e Poços de Caldas, ambos em Minas Gerais. Ainda há a Unidade de Mineração de Miraí que está em construção. Seu funcionamento está previsto para meados de 2007.

 

Com cerca de sete mil funcionários, a CBA mantém uma ampla rede de distribuição de seus produtos, que conta com 13 filiais instaladas pelo Brasil, um Escritório de Vendas, localizado em Fortaleza, CE, e um Terminal Marítimo no Porto de Santos.

 

A obra

Desde 1998 o Dpex Fábrica, responsável pelos projetos de expansão da CBA, revestiu os prédios industriais de concreto pré-moldado, com belíssimas e funcionais estruturas espaciais de alumínio. As telhas de alumínio com 1,0mm de espessura e telhas translúcidas que permitem iluminação natural, instaladas sobre a espacial, formam o conjunto arquitetônico que padroniza com harmonia o imenso complexo industrial.

 

Atuando como dealer da ASA ALUMÍNIO S/A, a SPCOM OBRAS METÁLICAS LTDA, foi responsável nesta fase, pelo gerenciamento, projeto, fornecimento e montagem, dos  fechamentos laterais espaciais para as ampliações dos Prédios do Centro de Produção de Tarugos e do Casters, além da Nova Lingoteira, totalizando 7.586 m2.

 

O cronograma

As obras foram projetadas, fabricadas e instaladas, no período agosto de 2006 a maio de 2007, conforme a liberação das frentes de serviço pela CBA.

 

As estruturas espaciais

As estruturas espaciais são fabricadas pela ASA ALUMÍNIO S/A, onde também recebem as propriedades mecânicas finais, após a têmpera T6. Devolvidas as partes e peças de alumínio para a CBA, o material é anodizado e está pronto para a montagem.

 

As estruturas foram pré-montadas no solo e posteriormente içadas através de guindastes.

 

Com vãos entre 10,00 e 15,00 metros por até 17,00 metros de altura, os painéis são fixados aos pilares de concreto pré-moldado através de apoios metálicos. Os apoios e juntas soldadas de aço, são submetidos à zincagem por imersão a quente e pintura eletrostática, para garantia absoluta contra a corrosão.

 

Rua Maria Assunta Gualtieri de Camargo, 200 • Bairro Três Marias • Campinas / SP • PABX (19) 3282-1668 • spcom@spcom.eng.br

©2008 SPCom Obras Metálicas